21 September 2010

Incerteza do destino! Where Now?



Começo a ter alguma dificuldade em escrever por aqui qualquer coisa pois o que me apetece escrever ... não posso!  Muita gente a ler, os meus filhos a espreitar o que  é que a  Mae anda a escrever no blog e depois as perguntas! oh meu Deus as perguntas! Todos muito interessados, eu sei, mas sempre a mesma a responder mil e uma vezes a mesma coisa que nem eu sei a resposta!
Ano de mudança é quase de certeza! Mas para onde? Que país? Qual a língua que nos espera? Iremos para Portugal, Europa ou ... nem vou dizer para não trazer maus agoiros!
Será um país acolhedor, hospitaleiro ou será como França? Seremos bem recebidos e bem orientados quanto a casa e escolas ou será como foi com França, teremos logo casa perto da escola num lugar simpático e acolhedor ou será como França?? Jà deu para perceber que adoro França e os franceses!!
E as escolas? Quatro filhos angustiados por deixarem fortes amizades e terem que enfrentar novamente o desconhecido! Somos uns pais cruéis? Somos! por fazê-los passar por semelhante tortura! Sinto-me uma bruxa impotente e sem poções mágicas para lhes aliviar a alma! Por isso uns choram e eu só lhes posso dar colo! ou então deixá-los ir e esperar que a tempestade passe!
É algo que anda no ar mas que eu já lhe conheço os sinais! Eu própria os sinto na pele!
E quando? A incerteza do QUANDO mata-me! Quero saber!! Quero saber se vamos todos juntos no Verão, se o D vai primeiro e nós ficamos para trás para acabar o ano lectivo (não acho graça nenhuma a esta opção, diga-se de passagem!), ou o quê?...  a incerteza mata-me e deixa-me menos risonha, mais apreensiva e eu que gosta tanto de rir!
Acho que "acidentalmente" vou enviar este post para os altos mandatários detentores de altos poderes e de altas decisões! Por serem altos mandatários por vezes (quase sempre) esquecem-se que nós (família) existimos por isso obrigo-os a pôr os pés na terra, descer à realidade e agir em conformidade!
Uff, isto é que foi um desabafo! Mas estava a precisar! Segue jogo! em boa gíria!!
Tenham todos um Bom Dia!!




I'm beginning to have some difficulty in writing anything here because what I want to write ...I can not! Many people read it, my kids peeking what Mum is writing and then the questions! oh my god the questions! Everyone is very interested, I know, but always the same question!And I do not  know the answer!
Year of change is almost certainly! But where? Which country? What language do we expect? We will go to Portugal, Europe or ... I will not say not to bring bad omens!
It will be a welcoming, hospitable place or it will be like France? We will be well received and well informed as the home and schools or it will be like was with France, will we have a house near the school in a friendly and cozy place or will it be like France? Already it showed me that I love France and the French!
And school?? The kids have strong friendships here and have to face again the unknown! We are a cruel parents? Yes! by making them go through such torture! I am a powerless witch without any magic potions for them to soothe the soul! That is why some cry and I just can give them my lap or else let them go and hope the storm passes!
It is something that is in the air but I know the signs! I  feel it in my skin!
And when? The uncertainty of WHEN is killing me! I want to know! I Wonder if we all go together in the summer, if the D goes first and we stay behind until the end of the school year (don't like it, by the way!), Or what? ... the uncertainty kills me and leaves me less cheerful, more apprehensive, and I do like  a good laugh!
I think that "accidentally" I will send this post to the senior representatives holders of high powers and high decisions! Because they are senior representatives sometimes (almost always) forget that we exist  so reading this I'll make them  put their feet on the ground, down to reality and act accordingly!
Uff,  that was long! But boy I really need it! Oh well, I said it! Now I Can Keep Calm and Carry On!!
Have a Good Day!




6 comments:

Anonymous said...

Amiga linda, paciente e carinhosa. Não te apoquentes tanto com a mudança, faz bem a todos, mesmo que seja com tanta frequência como vocês.
C, A, V e A leiam bem estas palavras de uma Mãe de 4 quase 5: têm uns Pais maravilhoso, não conheço igual (é mesmo sincero). São o meu exemplo, mas por muito que tente nunca lá chegarem.
Amiga um grande desabafo: também quero mudar!!! Faz-me falta. Tenho uma pontinha "enorme" de inveja!!
Amiga uma coisa irei visitar-te nem que seja na China!!!
YOUR THE BEST MUM AND D. THE BEST DAD, and I know a lot of Mum's and Dad's.
Many kisses Tx

Tucha said...

Grande desabafo! fazem bem, aliviam.
E quem já passou por tantas mudanças é apenas mais uma! Para melhor? para pior? O tempo o dirá.
Mas até lá, mantem a tua boa disposição, não te deixes ir abaixo!Com calma aguarda a próxima decisão.
Bjnhs

Margarida said...

Mudanças ajudam a crescer! ... e Deus «só dá as nozes a quem tem dentes!» [este é ao contrário, mas não faz mal! ... porque há sempre um provérbio e também o seu contrário!! ... :-D] ... ou «o frio, conforme a roupa!»
Com que rede de amigos vão ficar pelo mundo? ... quantas culturas diferentes vão conhecer? ... mas que granda pedalada!! ... o resto?!?! ... é só mais uma mudança!! ... Bjs mto grds para todos

Graça Paz said...

que vida maravilhosa!Parabens *

Um beijinho e quem sabe uma dia Portugal...

Graça Paz

Maria Letra said...

Vim aqui parar através do blog da Graça Paz, pessoa que muito admiro.
O meu conselho - se é que serve de alguma coisa - será o de procurar agrupar muito bem os prós e os contras dessas 'mudanças'. Excluir os contras, se forem em minoria, deixando os prós para uma segunda análise. Explore-os muito bem e procure neles a adaptação que terá de esforçar-se por fazer e as saudáveis alterações que possam ter de ser feitas nas vossas vidas, para viver a decisão a tomar, com toda a vossa força. Aconselharia a que as crianças vivessem essa escolha. Quem sabe a necessidade de mudança - talvez por imposição do tipo de funções que exercem - não venha a ser encarada duma forma mais positiva? Ver isso com um sentimento negativo não ajuda os filhos os quais, se bem pensarmos, passarão a ser, logo à partida, vítimas desses estados de ansiedade.
Vivo em Londres por opção, não importa aqui porquê. Minha filha também vive lá e tem um filho a quem as mudanças não foram muito positivas para a sua formação, na altura em que as mesmas aconteceram. Contudo, hoje, se extrairmos daí o suco (sim, porque há sempre um bom suco em tudo o que fazemos na vida), ele foi muito beneficiado com essas mudanças e hoje, com 8 anos, embora com muitas saudades de Portugal, ele já sabe distinguir qual foi o país que mais benefícios trouxe à sua educação e cultura.
Um fraternal abraço e ..., felicidades.

Maria Letra said...
This comment has been removed by the author.