5 March 2010

Into the Woods


O fim de semana passado a escola apresentou a toda a comunidade a peça "Into the Woods"! It's a big production! Pessoas vêem de todo o lado só para verem a peça! Pessoas que não têem ninguém na escola, vêem ver a peça. Avós, tios, primos e afins vêem de todo o lado (America, Reino Unido, Paises Baixos,...) para ver a peça... You get the picture, right? It really is a big thing!

Alguns pais oferecem-se para gerir o bar, vender flores que depois serão distribuídas aos actores, arrumar mesas e cadeiras e orientar o stand dos snacks. Os miúdos do high school vendem o programa e gerem o som e os efeitos especiais. Outros pais, mais propriamente mães, fazem os vestidos, capas, calças e todo o tipo de adereços e como a peça é apresentada 3 dias seguidos estas costureiras fantásticas queaprenderamacosturarsóporqueumdosfilhosfazpartedoelenco têem que ver se tudo está ok para o próximo dia. Os ensaios são tão levados a sério que se por acaso um dos actores  fica doente ou parte uma perna sabe à partida que esse tipo de pormenores tem  que ser rapidamente ultrapassado porque senão têem que dar contas à Ms Morgan and NO one wants to do that! O que é que é uma perna partida comparada com o facto de ser o responsavel por aborrecer a Ms Morgan! Já perceberam quem é a responsável por toda esta magnífica produção!

Por isso no sábado lá fomos nós. Antes de começar estive no stand de vender as flores para os actores. Como já era o último dia a escolha era bastante reduzida e a certa altura as flores esgotaram-se (tenho que ver quantas comprámos este ano e para o próximo ano acrescentar mais 50, sorry mas é importante!
A reacção dos pais/tios/primos/familiares quando as flores se esgotaram foi no mínimo hilariante! Os franceses começaram a bufar  (como os eles sabem fazer) "ces't pas possible!!! Quelle horror!" Os nórdicos e ingleses, bastante mais moderados na sua frustação encolhiam os ombros "that's ok!" É bem mais fácil lidar com estes do que com os franceses, mas a bem dizer, estes últimos jogavam em casa (em linguagem futebolista!)
Mas nessa noite ganhei o dia?! Fui apresentada a um marido de uma italiana que faz justiça a tudo o que diz respeito às mães italianas. B., Mãe de 5 filhos, é uma rapariga nos seus 45 anos (não gosto do termo mulher, rapariga é mais doce/gentil/simpático, não acham?) que fala alto, estrabucha, fala alto e que faz toda a gente rir à sua volta! Falei um pouco com eles, rimos um bocado e de facto nós os latinos temos muito em comum! Sentimo-nos em casa! A bem dizer os franceses também sao um bocado latinos mas não sinto nada disso quando estou com eles!! Adiante!!
Passado um bocado encontrei outra vez a B. e ela diz-me o seguinte (têem que imaginar uma italiana a falar inglês mas COM MUITO sotaque italiano, de outra maneira não tem graça)
"Joana, I have to tell you this. My husband (don't look at him!If he knows that I'm telling you this his gonna kill me!!!) thinks that you are so very pretty! Your eyes!! And I told him you are portuguese. We have very good taste and of course he choose portuguese women! Not skinny/sad face french! (Nesta altura só me ria!) And then I told him, that you had 4 kids. 4 KIDS?!!! But look at her! At that point I had to tell him: hey! I have 5 kids! Look at me!!! But is true, you know, he has a good taste, I tell you!!!"
OK, só uma italiana!!! She put a smile in my face!!! I still have it!!! Recebi aquele ENORME elogio e fui contar ao Diogo! It really made my day and night and day again!! Ainda agora que estou a escrever me rio quando me lembro da situação!
Para o ano a C. diz que vai entrar na play! Depois de ver semelhante produção até eu queria ser actriz!!!! A Bem dizer no fim dos aplausos pûs o pé no palco para  entregar um vaso de flores em nome do PTA (associação de pais). O discurso que tinha preparado saiu completamente ao contrário, fiquei corada que nem um tomate e as luzes eram tão fortes que não conseguia abrir os olhos por isso, isso de ser actriz, não vai ser para já!

2 comments:

Anonymous said...

Grande festa,os meus parabens a todos os responsaveis,pais e filhos e Ms.Morgan,não há duvida,que a disciplina com peso,conta e medida é indespensavel na criação.Penso que nós por cá,principalmente nas nossas escolas,teriamos muito a ganhar em adquerir alguns clones da Ms.Morgan,adaptados á realidade Lusitania,isto é,teriam que ter alguns adereços,principalmente um chicote para os putos e uma caçadeira para os encarregados de educação.
Quanto ao Italiano,devias convida-lo a vir passar uma temporada aqui na Ribeira com a esposa ,o Ze e o Luis Pedro e Stepan tratavam de expicar ao animal que a galinha da vizinha pode ser melhor que a nosssa,mas é da vizinha e que se ele não trata bem da galinha dele,há quem trate.
Gonçalo

Vera said...

mummy i love your blog!!!!!!!!!!!