6 February 2007

Active people

Fala-se em terras de Sua Majestade, nos meios da educacao, que e' necessario integrar nos curriculos "learn to be british" pois as cabecas pensantes e intelectuais do pais considera que a verdadeira essencia british se esta a desvanecer! Claro que o debate esta lancado ate porque ninguem sabe bem definir o que e' ser tal coisa ou ainda mais dificil como ensina-la, apenas sabem que uns teem outros nao!
Para mim quando se fala em "british" lembro-me imediatamente dos vestidos primaveris e da cara cheia de ruge da Tia Kate. E de como aguentou com a batida da porta do meu carro na canela sem um ai! Ate a mim me doeu!
Agora que vivo por estas bandas ainda vejo algumas "Tias Kates" umas mais sorridentes que outras, umas mais velhotas que outras mas e' uma geracao que ainda tem marcada no seu sangue os resticios da Guerra e toda a sua vida reflecte isso mesmo.
A M.A. todas as quintas feiras vai passar 2 horas aocentro comunitario de GX e quem toma conta das criancas que ai aparecem sao precisamente "tias kates". Simpaticas avos que oferecem duas horas da sua semana para tomarem conta dos piolhos e darem 'as maes uma folga! Nao digo que usem os ditos vestidos primaveris mas este sentido de espirito comunitario e' muito saudavel e util para a comunidade (eu que o diga!) Sao mulheres que se manteem activas e vivas e quanto a mim uma fonte de inspiracao!
Eu ainda hoje me lembro de uma tia voluntaria na MAC que me ajudou a passar por horas nao muito simpaticas quando nasceu a C. E agora com a crescente vaga de activos reformados na minha familia fico muito contente em saber que cada um 'a sua maneira esta' a fazer parte deste mundo do que e' dar sem ter nada em troca a nao ser que do lado de la, quem recebe, esboca um sorriso de gratidao e contentamento!

7 comments:

Tio Pedro B said...

Realmente as Tias like kate são indispensaveis, para elas e para os outros, ou de modo inverso...
estou respondendo e espero q te chegue. A propósito já terás recebido o CD ?
Por aqui tudo ok!!!
Tb li oteu escrito anterior "Natal" q canseira!!! Compreendo-te, embora fosse mais comodo o inverso......

Anonymous said...

Concordo e acho muito bem que se fale muito no voluntariado, porque há muita gente que não sabe o que fazer ao tempo e nem lhes passa pela cabeça que pode fazer muito como voluntário numa Instituição de Solidariedade...por exemplo. Por cá já há um banco de Voluntariado...óptima ideia! Eu quando me reformar(daqui a 10 anos)posso inscrever-me...he he

CUNHADO said...

Hello,

Desculpa o atraso na resposta (eheheh).

Quero apenas dizer: "VIVAM as TIAS KATES!"

Será que a tua próxima intervenção poderá ter o título "Um dia fechados em casa por causa da neve"?

E já agora, como o dia 10 começa às 0h00m, e por essa altura devemos estar a dormir, desejo que tenhas um bom INÍCIO de dia de A, porque entretanto falarei contigo.

Beijos para todos

future ex-urban moving to Fontanelas said...

Oi Joana,

pois é, a seguir à tempestade da tua posta anterior nada como uma posta mais ligeira, à inglesa, ou seja, mal passada, reveladora da Bonança esperada. Os ânimos arrefeceram, os comentadores de serviço descuraram a sua assiduidade revelada, dando inclusive espaço para os tão bem vindos anónimos e bigodes criativos.

Chega a altura de tentar apimentar um pouco as coisas e lembrar o Vergílio Ferreira que dizia qualquer coisa como: o altruismo é uma forma de chegar ao egocentrismo.

Bom já largei a bomba ...

Beijinhos para os BFS´s CAVMAJD

Anonymous said...

Wellcome!!!!
É verdae que só agora reparei, sorry!!!
Qtº ao Natal, não tinha filhos e qd vinha cá no Natal queria depressa regressar à minha casinha - que conheces-te e era ENORME!! Mas era minha e ram as minhas coisinhas...
Que bom que há Tias Katies aí!!! Como ajudam, confesso que qd estive no Porto tanta falta me fizeram - e era qui mesmo ao virar da esquina.
Morro de saudades vossas!!!
Beijocas enormes
Ticha

Gonçalo said...

ola joana
fazes o favor de dizer ao ex-urbano, que não se deu ao trabalho de se indentificar e que eu presumo que seja um trabalhador urbano a caminho de se tornar um pescador das azelhas do mar , que não se pesca peixes e Homens com bombas de carnaval. Seria mais interessante em tornar-se agricultor com o objectivo de aumentar a produção do famoso Vinho de Colares,rico em Procianidinas, poderosos antioxidantes, benéficos para ajudar a aumentar a longevidade de todos aqueles que se realizam ajudando o Próximo.
Obrigado
Gonçalo

future ex-urban moving to Fontanelas said...

Ola Joana

diz ao grainhas que, se por alguns momentos me ocorreram duvidas sobre a bomba lançada, a sua escrita criativa, diga-se de passagem bem mais interessante que a lamechice do conto do velho rebarbado, deitou-as por terra bem lavrada.

bravo, bravo, clap clap clap