22 February 2007

Filhos e Manual de Instruções

Tenho pensado muitas vezes que seria bom ter um manual de instruções para cada filho e que eles tivessem um também para saber lidar com os pais. Era tudo muito mais fácil, sem dúvidas, interrogações e dilemas para ambas as partes e viveriamos todos numa casa em que não seria preciso existir castigos, discussões, birras, gritos e demais. 
Quando um deles tivesse um comportamento novo bastava ir ao manual de instruções, verificar quais os "sintomas" e aplicar o "tratamento" recomendado. Inclusivamente aferia-se o grau de gravidade e a atitude a tomar já estava equacionada! Mas claro que teria que ser um manual individualizado atendendo à personalidade da crianca, pois só assim se obteriam os melhores resultados pretendidos. Acabavam-se os dilemas tipo "Será que fui muito dura/o com ela/e?" "Devia ter visto os sinais" "Porque  que não fala sobre o que a/o aflige"...
Mas eles próprios tambem precisavam de um manual de instruções, coitados! Quando vêem que tudo está a correr bem o manual diz-lhes que pode ser a altura ideal para pedir qualquer coisa que à muito anseiam. Mas se sentem que os pais não estão lá muito bem dispostos é mesmo aconselhável ir ver o dito, pois de contrário irão ter uma resposta que não gostam!!
É claro que daqui a uns anos chegaremos à conclusão que afinal não fizemos assim um trabalho nada mau (assim o espero!!! touch wood!!) mas com o dito manual de certeza que aos 40 não teria metade dos cabelos brancos que já tenho!!! Ah! Ah!

6 comments:

Tucha said...

Fiquei confusa! Será que pensas que seguir manuais de instrução servem mesmo para equilibrar essa labuta de olhar e agir conforme as situações?
Só me lembro de alguém a dar banho ao primeiro filho com tantas preocupacoes e cuidados excessivos que parecia que tinha o livro “O meu tesouro” ou outro parecido, aberto na página “o primeiro banho do meu bebe”, ou seja nada natural!
Por um lado o dito manual seria prático pois ficava-se com a sensação de missao cumprida, bem ou mal, mas descansados, pois estava no manual, mas por outro lado corria-se o risco de passar a haver uma infinidade de clones, personalidades iguais entre si de acordo com os manuais.
Onde ficaria a formação de cada um na liberdade e responsabilidade? Onde caberia o agir com o coração e com a razao?
Logo abaixo com os manuais pois mesmo aqueles que existem muitas vezes nao servem o utilizador e e' errando que se aprende

Manela said...

Olá Joana!
Não posso crer que sou a primeira a fazer um comentário?!
Bem vinda ao clube "dos pais cheios de ??interrogações??"...Cada filho é um filho e quando se tem mais do que um 'a coisa' começa a ser dificil, mas não impossível! Estou à espera dos comentários de pessoas experientes, tais como o dos teus pais...
Mas o que acho mais 'tramado' são as comparações...Essa tentação é enorme e muito perigosa.
Por acaso estou a ler o ultimo livro do Daniel Ssampaio, 'Lavrar o Mar' é o título. Estou a gostar bastante, pelo menos sinto que não estou completamente só...B&A a todos e FORÇA

Joana said...

Nao perceberam a ironia!!! Eu nem os manuais de instrucoes do telemovel ou maq fotografica leio!!!!

Tucha said...

Hah, hah e eu que ja te estava a ver rodeada de manuais, pelo menos 4, fora os manuais para os rebentos lidarem ou melhor dizer, manipularem os projenitores com mestria....
Mas afinal nao passou de ficcao, que descanso...

CUNHADO said...

Tal como a Joana, e também de forma irónica, claro, também acho que devia haver livros de instruções. Mas não só de pais para filhos e de filhos para pais. Devia haver instruções para todos. O pior é que, no caso de haver alguém que nós achássemos que tinha fugido a uma regra qualquer, certamente no tal manual estaria um "castigo" a aplicar. E podia ser um "castigo" bem duro. Assim, não havendo o livro, podemos deixar passar o erro em branco, pois até não nos faz grande moça, e todos ficamos mais felizes.

Bjs para todos.

Anonymous said...

Quando olho para os meus amigos com filhos, há uns Pais que penso sinceramente que nasceram com Manual de Instruções - Vocês!!!
Qd penso que tenho falta de paciência com as birras, etc - admiro-vos!!!
Qd penso em ter conversas sérias com eles e com ela (apesar da tenra idade) - tendo imaginar o que vocês dirão.
Pois é - acho-vos uns Pais exemplares (sei que às vezes não se sentem assim), mas são uns SUPER PAIS e os vossos filhos "ARE SO LUCKY!!!!"
Claro que os Vossos filhotes, feitos à Vossa imagem - UNS SUPER FILHOS!!!!
KEEP THE GOOD JOB!!!
Bjs Ticha (não tenho paciência para introduzir a passw que nunca sei qual é)