12 December 2006

Quality vs Quantity time!!!

Fala-se hoje em dia muito na Quality Time que se deve ter com as criancas, muito importante para o seu desenvolvimento pessoal e emocional para que se formem adultos responsáveis, maturos, equilibrados, blablabla! Hoje em dia somos bombardeados com comentários nos média sobre o que fazer/nao fazer quando se está a tentar criar uma criança num mundo (ocidental) em que a criança é superprotegida. Toda a gente tem uma opiniao, todos teem uma "formação" em psicologia educacional, toda a gente sabe o que faria se fosse com eles,...
Ontem o A. ao jantar sai-se com esta "'ó mãe, nós deviamos ter quality time as a family! We never ever have that!! My friend...." Quando lhe disse que sim temos respondeu "Quando?" "Quando jantamos todos os dias à mesa e conversamos sobre o dia que passou, quando depois do jantar ficam a brincar e a dançar (as raparigas adoram este programa) até irem para a cama, quando ao fim de semana vai ao futebol com o pai...! Exclamou AH!! pois é!"
Isto depois de uma tarde turbulenta com a minha primogénita em que a preadolescencia está a rebentar pelas costuras e a melhor maneira de lidar com toda a revolução hormonal é chegar a casa começar as birras, gritos, vitimizar-se,... Eu depois de ler mais um folheto sobre tal assunto enchi-me de paciencia e consegui chegar ao fim do dia!
Entretanto a mais nova, que como toda a gente estava bastante ocupada, conseguiu pegar no pincel e num copo de agua e fazer pinturas rupestres na parede, sofa, televisao,...
Isto de termos que dar às criancas liberdade de expressão tem muito que se lhe diga!! Por vezes acho que era muito mais facil pura e simplesmente não lhes dar a minima hipotese de argumentar, discutir ideias, começar uma birra,.... e ameaça-los "com uma carga de porrada!" mas depois não os estava a ajudar a serem adultos responsaveis, maduros, equilibrados, blablabla.
Eu tenho definitivamente Quantity Time com eles! Quanto à Quality Time…. às vezes é muito dificil!!

3 comments:

Pinhal(conjunto de Pinheiros) said...

Sem mais comentários.
Percebo-te tão bem.......
Beijinhos Grandes e Boa viagem
Rita

ticha said...

como eu te percebo, mas depois graças ao nosso quality time na escola são uns "anjinho"!!! Para mim já têm dupla personalidade!!
Ticha

CUNHADO said...

Olá Joana,

Desta vez demorei mais tempo do que o normal a responder, mas é que o tempo disponível não tem sido muito.

Pois eu, tal como as anteriores "escriturárias", também te percebo. Não devo é perceber pelas mesmas razões, pois acredito que a questão da compreensão esteja no facto de também serem mães, ou melhor, de também terem filhos, pois penso que os pais também devem ter o mesmo problema.

A mim, o que me faz mais impressão é ver como assuntos que antigamente não eram assuntos, hoje em dia quase que dão para fazer uma tese.

Passo a explicar. Essa coisa do "quality time" era um dado adquirido. As coisas estavam feitas de maneira a haver um tempo em família com qualidade. É que conseguíamos estar mais tempo juntos de forma verdadeira. Pelo menos isso era verdade até à nossa adolescência, e não apenas até à pré-adolescência, como é a melhor das hipóteses hoje em dia. A verdade é que agora há tanta distração, horários tão diferentes para cada uma das pessoas de determinada família, etc, que faz com que mesmo que as pessoas estejam juntas (por exemplo na mesma casa) é como se não estivessem. Cada um está para seu lado. Por exemplo: antigamente havia apenas uma televisão por casa. Quem queria ver TV estava junto, não estava um a ver uma coisa numa e outro a ver uma coisa noutra. Os horários dos empregos e das escolas também permitiam que a família estivesse mais tempo junta, etc.

Enfim, bla, bla, bla. Já quase que escrevi a tal tese. Qualquer dia os americanos da escola dos teus filhos convidam-me para fazer palestras sobre o assunto.

Quanto ao CRESCIMENTO dos meus sobrinhos - ACHO TUDO NORMAL: A C. a ficar uma mulherzinha; o A. a ter dúvidas que demonstra preocupação social e maturidade acima da média para os gaiatos da idade dele (ahahaha); e a M.A. a dar os primeiros passos na área de artes visuais, se calhar na área de artes DECORATIVAS. Olha que se sair a este tio vai ter muito jeitinho para desenho e pintura (modéstia à parte). E mais, se decidir desde já seguir esse caminho, acho que a decoração da vossa casa vai mudar muitas vezes, pois ainda falta tempo para chegar à Universidade.

Enfim: TUDO NORMAL. Uma demonstração de que são crianças saudáveis com "Quality Time".

Até Sábado.

Beijinhos para todos