21 May 2012

aprender italiano

desta vez comecei cheia de entusiasmo
mal pude comprei um caderno e um lápis colorido com borracha na ponta
 inscrevi-me numa escola que me leva a sitios bonitos
cheio de autóctones e turistas e lojas com nomes sonantes
com sapatos impossíveis de andar
e fiquei à espera
que como que por magia
esta minha enorme vontade de falar esta língua cantada com as mãos
se materializa-se assim
sem mais nem menos e de repente
(talvez após um mês ou dois)
encontrava um espacinho na minha cabeça 
e me dizia na perfeição
uma dezena de frases italianas
a utilizar quando em conversa com os simpáticos italianos
na mesma fluidez com que falo o meu português ou o inglês
na mesma fluidez com que eles falam comigo
This time I started full of enthusiasm
as soon as I could
I bought a nice folder and pencil with eraser on top
and enrolled in a school on a nice place in the city
full of people and stores with fancy names
and waited
that by full magic
this willingness to speak this beautiful language 
that's like an eternal song with the help of the movement of hands
would materialize and suddenly
(or after a month or two)
would find a nice corner in my brain
and would tell me in perfection
a dozen italian sentences
to speak to this nice people
in the same rhythm as I speak my portuguese or english
in the same way as they speak with me


mas o cérebro tem destas coisas
nao funciona ao ritmo que eu desejo
e prega-me inúmeras partidas
pois utilizo o espanhol (que nem sabia que sabia)
convencida que é italiano
e numa mesma frase misturo
um pouco de francês, espanhol, italiano e português
uma verdadeira salada linguistica
com o único objectivo de querer falar mais e depressa
um desejo secreto de pertencer
But I should know better
brains don't work this way
they are very tricky and like to confuse you very so often
so I ear myself speaking spanish
(I didn't even knew that I could speak this one)
 totally convinced that I'm using italian
or I'm mixing all the languages that I've learned so far
and that's french, english, spanish and portuguese
I'ts a true mix salad of languages
 with a only purpose
to speak better and quicker
to belong


tem dias em que a minha motivação é fortemente afectada
e não de uma forma positiva
principalmente quando a professora decide avaliar
o progresso ou a falta dele
tem outros dias em que até sinto orgulho pois acertei em algumas questões
e falei com um certo à vontade um italiano onde a gramática não é o mais importante
apenas o fazer-me entender à minha colega de carteira
(que por sinal é espanhola e a outra francesa, daí a minha salada)
tem outros dias em que a única certeza que tenho
é que a probabilidade de ter Alzheimer diminui com a aprendizagem de uma língua nova
penso que desta estou safa! Já estou na terceira!
e por isso continuo a lá ir duas vezes por semana
nao vá o diabo tecê-las
Some days my motivation goes down the drain
specially when the teacher decides to evaluate
my knowledge or the lack of it
Some other days I feel very proud of myself
as I managed to speak fluently in a broken italian
with my spanish and french classmate
(now you understand the salad)
but there are days where the only thing that I'm sure
is that I'll doing my best to fight Alzheimer
they say that the best thing is to learn a new language
well, this one is my third!
so I keep going to class twice a week just in case


o desconhecimento da língua do país onde se vive
afasta-me desta realidade, das pessoas que vivem perto de mim 
seja na rua, na escola ou no supermercado
quando escolhemos não comunicar, isolamo-nos
ficamos sozinhos
desconhecemos o que se passa à nossa volta
e é tão facil cair neste caminho!
mas penso "sempre" que devo aprender
(nos primeiros meses em França este "sempre" não se aplicou, com justa causa)
um sinal de respeito pelo país que nos acolheu
e apesar de sermos sempre olhados como outsiders
veem o esforço que fazemos
quando mais não seja quando faço o TPC na cantina da escola
antes de ir para as aulas
If I don't make the effort to learn
I'll get more and more isolated
and alone in a world that I can't understand
and believe me that it's an easy choice
very tempting
I know all the survival skills for that one.
But as a sign of respect for this country that welcomed us
I do it
not always but most of the times
and they see it when I'm doing my homework in the school cafeteria just before going to class
and although I'll always will be an outsider
I'm an outsider that's trying very hard to fit in
and that goes with learning their language

mais uma vez 
tenho que repetir vezes sem conta
"non capisco"
"Scusi, non parlo italiano"
ou então ignoro e fingo que não percebo que falavam comigo
numa atitude de defesa a prevenir mais uma vez a tomada de consciência
da minha incapacidade de comunicar na mesma língua.
outras vezes digo "si", "si"
ou imito os gestos que penso se adequam aquela situação
e por vezes passo por uma local
raras vezes
 mas já aconteceu
once more
I have to say again and again
"non capisco"
"scusi, non parlo italiano"
or I ignore and pretend that they were not speaking to me
as a survival behavior that allows me not to acknowledge
 once again
 my total incapacity of speaking their language
other times and just say "si, si"
or just make a body gesture that I think it's adequate for that situation
and sometimes (rare, very rare)
 they buy it
I'm one of them

Mas o engraçado
é que sendo a terceira vez que passo por esta "provação"
me encontro num estado de aceitação
pois já sei os diferentes estádios deste processo
sei que vai ser um longo caminho
cheio de altos e baixos
e que quando finalmente lá chegar
e tiver o italiano na ponta da lingua
vamos embora outra vez
But the funny thing is 
that this is the third time that I'm going trough this
and somehow I'm accepting all the different stages
I already know that's a long path
with it's ups and downs
and when I'm finally there
and the italian language is as natural as breathing (I can dream)
we leave, again


tenham todos uma semana maravilhosa
wishes of a great week, everyone








5 comments:

Margarida Belchior said...

Olá!! Olá!!

Deixa lá, consola-te, porque é assim com quase tudo na vida!! ... é o que lhe dar sabor!
Estás a ficar cá com uma pedalada, que nem te digo nada!!

Boa!! Boa!!
:-))
Beijinhos grds para todos

Tx said...

Amiga,
Nunca tive jeito para línguas, era péssima aluna, mas nis States rapidamente me adaptei como o camaleão.
Eu achava que falava lindamente Ingles e arranhava o espanhol, mas afinal sabia quase nada de Ingles e nada de americano (não percebia patavina no supermercado, etc); o Espanho muito pior só as minhas amigas que se esforçavam por me agradar entendiam os demais nada!!!
Não desistas e fala sempre mesmo que muita calinada, o truque é sorrir (o teu por sinal é lindo). Percebem te melhor, vais ver!!
Coragem e adorei a reportagem!!
Bjs
Tx

Pedro Ferreira da Silva, S.J. said...

Ó J.
Que bom "ouvir-te". Com todo esse empenho, estou a ver que ainda vais ser tu a ensinar-me italiano quando eu aí chegar, ;-)
Beijos e abraços saudosos, ainda de Portugal, para todos.

cyanjoalharia said...

<3

Anonymous said...

Pois, minha Linda, coragem q acontece isso com o italiano!!! e com o espanhol, e com as outras línguas!!! Qndo pensamos q vamos aprender depressa... lá se nos escapa a memória para mais uma aprendizagem!!! Vai lendo alguma coisa q me parece mais fácil a memória visual do q o decorar simplesmente as palavras!! Os anúncios tb são bons!!! Dou comigo a falar com os espanhois e a meter palavras italianas, q aprendi no meu tempo de menina e moça com as músicas italianas e com as traduções q fazia da revista Rakam prá minha Mãe!!! Q tenham uma boa semana!! Bjnhos Toia